Mulher apaixonada na mesa
Relacionamentos

As diferenças entre amor e paixão

As pessoas, ao longo de suas vidas, tentam encontrar sua alma gêmea, com quem podem aprender um sentimento maravilhoso. Mas muitos confundem amor e se apaixonam. Isso ocorre porque existe uma linha tênue entre os conceitos e não é fácil descobrir os sintomas. Uma pessoa deve conhecer os principais sinais, elementos importantes e fases do amor, bem como lembrar no que prestar atenção, para não cometer erros no parceiro.

A psicologia de dois conceitos

A psicologia descreve a diferença entre amar e se apaixonar. Atração desenfreada precede sentimentos mais maduros. Freqüentemente ocorre na adolescência, quando meninos e meninas começam a procurar seu ideal. O primeiro parceiro, em muitos aspectos, reflete as qualidades que o indivíduo está acostumado a ver nos pais. Mas se os parentes não servirem de modelos, o objeto do suspiro será fundamentalmente diferente deles.

Os psicólogos acreditam que se apaixonar é auto-engano. Uma pessoa amorosa cria em sua mente uma imagem ideal de um escolhido e o transfere para uma pessoa que causa atração. Em seguida, a simpatia ativa os hormônios responsáveis ​​por elevar a auto-estima, o que é importante para meninos e meninas. E apenas com o tempo, o engano é revelado sob a pressão das circunstâncias da vida.

Se os parceiros sobreviveram com sucesso a mais de uma briga, de repente continuaram interessados ​​em um amigo, podemos dizer que o amor deles se transformou em amor. Um sentimento maduro vem com o tempo, quando duas personalidades já estudaram suficientemente os personagens das segundas metades. Não confunda amor com medo da solidão, quando o indivíduo se esforça muito, apenas para ser deixado em paz.

Ao considerar cada caso específico, os psicólogos rapidamente conseguem entender como as pessoas se comportam nos relacionamentos e que sentimento guia suas ações: amar ou se apaixonar.

Como identificar por sintomas

Para determinar a diferença entre o amor verdadeiro e o amor passageiro, basta estudar seus sintomas característicos.

Sinais de se apaixonar

A Organização Mundial da Saúde classificou uma queda na lista de doenças psicológicas. A base foram as numerosas violações no trabalho do corpo, identificadas durante o período de entusiasmo por uma pessoa do sexo oposto. Uma pessoa tem dores de cabeça, picos de pressão incomuns e insônia. Ele se torna extremamente distraído, frívolo, comete atos precipitados.

Do lado psicológico, há sinais:

  1. Entre as pessoas aparece um tipo de atração física e emocional. Os amantes querem estar o mais próximo possível um do outro para que possam tocar acidentalmente seus braços, pernas, cabelos. Ou apenas respire um ar.
  2. Emoções fortes causam euforia. Uma pessoa sente uma onda de adrenalina e um “tremor de borboleta no estômago”, que não pode parar enquanto o objeto de atenção está próximo.
  3. A personalidade adorada tem um excelente sabor, ela possui traços faciais perfeitos, cabelos luxuosos e muitos traços positivos de caráter. Os amantes quase sempre elevam o objeto de suspirar ao pedestal, elogiam-no de todas as formas, absolutamente sem perceber as falhas. Se alguém tenta criticar o escolhido, ele corre o risco de brigar com seu fã.
  4. Ao conversar com um ente querido, o admirador muda o timbre de sua voz. Torna-se mais suave, silenciosa e notas delicadas são adicionadas. O modo de pensar também muda. Quero fazer boas ações, realizar feitos e me surpreender com meus conhecimentos e capacidades.
  5. Ao contrário do amor, ao se apaixonar, uma pessoa se torna dependente da outra. Todos os pensamentos se concentram no objeto desejado; portanto, a capacidade de trabalho sofre, a concentração da atenção diminui, surgem mal-entendidos com os outros.
  6. Dizem que o amor dura cerca de três anos. No entanto, isso não é amor, e se apaixonar é tão passageiro.
  7. Um sentimento de ternura é baseado em uma paixão que tudo consome que pisca instantaneamente. Mas também pode desaparecer rapidamente se o interesse no objeto de admiração desaparecer. Para que o sentimento se torne algo mais, os parceiros terão que fazer muito esforço.

Muitas vezes, as pessoas confundem simpatia com se apaixonar. Estes são conceitos semelhantes, mas eles têm suas próprias diferenças. Os sintomas inerentes a ela ajudarão a reconhecer a simpatia:

  1. Identificação de interesses comuns, preferências.
  2. A imagem externa de uma pessoa causa sentimentos agradáveis.
  3. Há um sentimento de semelhança.
  4. A simpatia entre um homem e uma mulher geralmente aparece em amizade.
  5. Várias pessoas podem fazer uma pessoa se sentir maravilhosa.

É aconselhável conhecer as características dos conceitos para poder entender como distinguir entre amor e simpatia simples.

Sinais de amor verdadeiro

Se as pessoas valorizam seus relacionamentos e trabalham com eles diariamente, muitas vezes a simpatia ou o amor se tornam amorosos.

Sensação brilhante é caracterizada por sinais:

  1. Uma pessoa se perde quando tenta descobrir por que se apaixonou por um parceiro. Cabelos finos, mãos, olhos bonitos, senso de humor ou bondade não podem causar individualmente um sentimento verdadeiro. Eles são os componentes de uma imagem integral que se tornou tão atraente e inesquecível.
  2. Indiferença para pessoas do sexo oposto. O amado tem todas as qualidades atraentes, o que significa que ainda não faz sentido procurá-las em outra pessoa.
  3. Existe total confiança no parceiro. Uma pessoa amorosa procura viver uma vida longa ao lado da escolhida, cheia de harmonia, calor e cuidado. Ele constantemente faz planos para um futuro conjunto, levando em consideração os interesses do segundo semestre. Se o indivíduo tiver alguma dúvida sobre o objeto adorado, isso não será mais amor.
  4. Ao lado de um parceiro, uma pessoa se sente confiante, fácil, confortável e segura. Parece que ele estava sempre lá. Apego, respeito, devoção aparece.
  5. Uma pessoa que experimenta amor sabe perdoar. As queixas acumuladas aquecem a atmosfera em um relacionamento. Se alguém explodir com paciência, haverá um escândalo grandioso que ameaça romper o relacionamento. Pessoas amorosas discutem todas as queixas, desentendimentos e perdoam o parceiro por contenção.
  6. Há espírito de equipe no relacionamento. Os parceiros são capazes de negociar, conceder e entender um ao outro. Portanto, o trabalho em que trabalham juntos é realizado com rapidez, precisão e traz um bom resultado. Para testar sentimentos, alguns psicólogos recomendam que os casais façam reparos. Se os amantes não brigam, podemos dizer que eles se amam de verdade.
  7. As pessoas não podem se comunicar 24 horas por dia. Às vezes, eles passam o tempo em silêncio enquanto estão na mesma sala. Se o silêncio causa constrangimento, tensão, é muito cedo para falar sobre o sentimento verdadeiro.

Graças aos sinais, você pode descobrir facilmente como distinguir o amor verdadeiro do amor comum. Pessoas amáveis ​​estão prontas para melhorar todos os dias, mudar para melhor, agradar o parceiro e tornar o relacionamento mais confortável.

Representação do amor dos românticos

Os românticos têm certeza de que o amor é um sentimento bonito e brilhante concedido a uma pessoa por poderes superiores. Nada o vence. Graças ao seu poder poderoso, um indivíduo pode discernir no escolhido todos os aspectos positivos, descobrir o quão rico é o seu mundo interior e apreciar a atratividade externa. O amor instila no homem uma tremenda energia que o ajuda a lidar com as dificuldades da vida e leva com confiança às alturas do sucesso.

Os pragmáticos acreditam que o amor consiste em uma atitude cuidadosa e cuidadosa com o objeto de adoração. E com o tempo, o sentimento se torna apego.

Elementos importantes do amor

O amor exige que uma pessoa seja corajosa, aberta, compassiva, resoluta, autoconfiante. O psicólogo Erich Fromm sistematizou todo o conhecimento do sentimento profundo e determinou que o amor tem cinco elementos importantes:

  1. Cuidar. Ela pode ser vista em certas ações. Por exemplo, para ajudar a preparar o jantar, encontrar-se no trabalho, trazer malas, lembrar uma data importante, fazer um chá delicioso, limpar o apartamento. A ajuda na vida cotidiana é muito apreciada pelo parceiro, ele sente que eles pensam e se preocupam com ele.
  2. Responsabilidade Conectado com o lado moral e moral do relacionamento. As pessoas têm uma responsabilidade mútua, que é satisfazer as necessidades.
  3. O conhecimento. O parceiro está constantemente estudando o escolhido, abrindo novas facetas de sua alma. O desejo de conhecer o amado o mais profundamente possível prolonga o amor.
  4. Respeito Assume a igualdade entre os participantes do par. Ninguém educa ninguém, não ensina a vida. Uma pessoa é percebida como uma personalidade individual de pleno direito.
  5. Recuo. Quando uma pessoa ama, ela quer compartilhar seus sentimentos com o escolhido, para lhe dar tudo de si. Essa capacidade é importante em um relacionamento.

Você precisa aprender a amar, dominando todos os cinco elementos. Novos conhecimentos serão úteis para a construção de uma união forte e feliz.

Fases do amor

Uma pessoa passa por cinco fases de amor ao longo de sua vida. É necessário considerar cada um deles para entender melhor a natureza do sentimento. Lista de fases:

  1. Período infantil. Necessidades para satisfazer necessidades naturais. O amor nesta fase é egoísta.
  2. Amor parental. Sentimentos de pai e mãe começam a se manifestar.
  3. Amizade amor. Ocorre quando uma pessoa acorda a necessidade de comunicação com outras personalidades. O sentimento pelos amigos é cheio de bondade e desinteresse. Tez sem importância, raça, gênero ou afiliação social.
  4. Fase da juventude. Nesse estágio, ocorre a formação da personalidade, o primeiro interesse pelas pessoas do sexo oposto aparece.
  5. Amor maduro. Para uma pessoa, o mundo interior do parceiro é importante e a casca externa é relegada ao segundo plano. Os interesses do escolhido não são menos importantes que seus próprios hobbies. Não há lugar para o egoísmo nesta fase.

Tendo passado por todas as etapas, o indivíduo aprenderá a apreciar sentimentos verdadeiros. E o verdadeiro amor será sua recompensa.

O tempo é o melhor indicador de sentimentos

O tempo ajuda a entender o que é o amor e o que é a simpatia comum. A atração é baseada na atratividade externa do parceiro, seu mundo interior não desempenha um grande papel no relacionamento. Portanto, deixar por muito tempo um dos membros do casal provavelmente causará uma quebra de vínculo devido à falta de reuniões diárias. Por exemplo, uma mulher, que não vê o namorado há vários meses, chega à conclusão de que ele não é o último homem atraente do planeta. E começa a prestar atenção a outros jovens.

Os verdadeiros sentimentos são vastas distâncias e o tempo não é um obstáculo. O amor é capaz de superar todos os obstáculos. E o progresso tecnológico (redes sociais, skype) ajuda as pessoas a sentir a presença de um ente querido, mesmo que haja cidades e países entre eles. A peculiaridade do amor é que nenhum outro rapaz ou moça é capaz de substituir o escolhido, que está fora.

O que prestar atenção para não se enganar

Para entender a diferença entre apaixonar-se e amar, vários critérios devem ser considerados: determinar como os sentimentos influenciaram uma pessoa sobre o que ela gosta, avaliar seus méritos e verificar a imutabilidade nos relacionamentos emocionais.

O que você gosta em uma pessoa

O homem apaixonado se concentra nos dados externos do objeto. Ele precisa de uma figura bonita, músculos inflados, pele aveludada, cachos chiques, os traços certos, uma voz encantadora. Mas vale a pena aparecer no horizonte de uma pessoa com parâmetros mais avançados, à medida que um indivíduo esquece seu afeto e muda para um novo objeto. Portanto, um corpo impecável e um rosto de marionete são incapazes de manter um leque próximo a eles por um longo tempo. Relacionamentos fortes precisam de bases mais sólidas.

Ao contrário de se apaixonar, o amor verdadeiro não se concentra na atratividade física do parceiro. Uma pessoa está mais interessada nas qualidades pessoais de um amante. Ele gosta do modo de pensar do escolhido, do modo de comportamento, do riso sincero ou da capacidade de ter empatia em situações difíceis.

A combinação de todos os traços de caráter forma um certo tipo de personalidade, que atrai, como um ímã, um indivíduo apaixonado. E as covinhas nas bochechas servem como uma adição agradável a toda a imagem.

Avaliação de valor

As semelhanças e diferenças entre se apaixonar e o amor verdadeiro se manifestam na avaliação dos méritos do escolhido.

Uma pessoa, apaixonada, está inclinada a ver apenas coisas boas à sua volta. Ele se concentra em certas características do parceiro que o atraem e as elogiam de várias maneiras, embora outras pessoas possam discordar dele. Ao mesmo tempo, qualidades negativas são completamente ignoradas. Cada ato repugnante é justificado, grosseria ou desrespeito é atribuído a um mau humor. Se outros estão tentando abrir os olhos no amor, todas as tentativas fracassam. Um ente querido se torna uma pessoa inviolável que não é negociável.

O amor também destaca qualidades atraentes. Mas uma pessoa não fecha os olhos para traços negativos de caráter, que são observados no amor. O indivíduo aceita conscientemente um parceiro com todas as deficiências, não tentando mudá-lo à força e encaixá-lo em sua imagem ideal. O próprio escolhido deve querer trabalhar em suas fraquezas, para que o entendimento mútuo, o respeito, a confiança, sobre os quais o amor é construído, reinem nas relações.

Invariabilidade nos sentimentos

A consistência nos sentimentos é uma diferença importante entre o amor apaixonado e o amor verdadeiro. No primeiro caso, o sentimento não afeta muito o coração e a alma. A paixão feroz entre homem e mulher hoje pode diminuir amanhã. Por um tempo, haverá uma trégua acompanhada de frieza no relacionamento. Mas depois de alguns dias, o oceano de paixões pode novamente arrastar os amantes para o abismo. Saltos constantes de sentimentos, como em uma montanha-russa, não podem dar total confiança no futuro. Na maioria das vezes, apaixonar-se não resiste ao teste e desaparece gradualmente.

O amor é um sentimento constante. Não há flutuações violentas nos hormônios. Se uma pessoa ama, então ela se esforça para a segunda metade, sonha em passar todas as horas e minutos livres com ela e pensamentos que direta ou indiretamente se relacionam com o escolhido vêm à mente constantemente. A separação forçada, mesmo que por alguns dias, é percebida dolorosamente, e um sentimento de ternura se torna ainda mais forte.

Como os sentimentos influenciaram a personalidade

A influência dos sentimentos em uma pessoa ajuda a descobrir como distinguir com precisão entre amor e se apaixonar.

Se uma pessoa é capturada pelo amor, ela se esforça para criar uma versão melhor de si mesma. Isso não se deve ao desejo de provar algo a alguém, o indivíduo realmente toma um caminho decisivo para o auto-aperfeiçoamento. Pelo bem do escolhido, o parceiro é capaz de superar todos os obstáculos, sobreviver a muitas dificuldades, conquistar os picos mais altos, ter sucesso onde ninguém acreditava nele, se apenas a segunda metade estivesse orgulhosa dele e se sentisse feliz. O amor tem um efeito positivo na personalidade. Este é um dos poucos incentivos que forçam uma pessoa a erradicar más qualidades em si mesma.

O amor, pelo contrário, traz confusão à vida. A adrenalina leva a pessoa a realizar feitos. Mas na maioria dos casos, essas são ações ostensivas e inúteis para qualquer pessoa. O estado de euforia eclipsa completamente a mente de um amante, e ele não sabe o que está fazendo.

Um indivíduo se torna distraído, irresponsável, esquece informações importantes e seus pensamentos e ações são desprovidos de qualquer lógica que amigos ou parentes percebam facilmente.

A opinião dos outros

O desenvolvimento das relações entre um homem e uma mulher é amplamente influenciado pelas opiniões dos outros.

Para uma pessoa envolvida no amor, o objeto de adoração vem à tona. Ele está pronto para ouvi-lo com a boca aberta, satisfazer todos os caprichos, correr até ele para se encontrar na primeira ligação. Ao mesmo tempo, pais e amigos perdem esses privilégios. Os conselhos ou avisos dos entes queridos não são levados a sério; raramente são atendidos. Acontece que um amante não tem tempo suficiente para se comunicar normalmente com um amigo ou pais, e as conversas telefônicas duram alguns segundos. Isso ocorre porque uma pessoa pensa constantemente no escolhido, procura agradá-lo em tudo, para que, por sua parte, não haja motivo para ressentimento.

O amor não é tão egoísta. Uma pessoa encontra facilmente tempo para um parceiro, amigos, colegas e parentes. Ninguém é privado de atenção e respeito. Os pais ficarão convencidos de que o filho ou filha decidiu conscientemente estar com o amante, apesar das deficiências dele.

E o círculo interno, vendo como uma pessoa está feliz que o relacionamento seja benéfico para ela, apoiará alegremente a escolha feita.

Com que frequência as brigas ocorrem?

Para os amantes, a primeira briga começa a surgir assim que o período do namoro termina. Um homem e uma menina começam a notar a diferença de interesses, diferentes pontos de vista sobre certos assuntos. Inveja injustificada aparece, censuras, problemas financeiros surgem. Um homem repentinamente observa em sua escolha qualidades que irritam e matam, ao que parece, um forte apego. As primeiras brigas começam por pequenas coisas. Os parceiros expressam constantemente suas reivindicações um ao outro, mas ninguém quer fazer concessões. Os amantes entendem que a paixão já passou e muitos deles praticamente não vinculam nada. Este é um momento difícil em um relacionamento que leva a uma ruptura no sindicato.

Um casal apaixonado sempre busca entendimento mútuo. Certamente ocorrem conflitos, mas são raros e fugazes. As pessoas estão tentando resolver todos os problemas urgentes pacificamente. Um casal emocional e temperamental pode xingar com chapas surradas, gritando, mas depois de dez minutos um homem e uma mulher já riem da situação e encontram um compromisso.

Compreender as diferenças entre os dois conceitos facilita a vida das pessoas. Uma pessoa pode avaliar a profundidade de seus sentimentos, entender como seu parceiro se relaciona com ele e determinar o quão promissor é o relacionamento existente. Talvez se apaixonar se torne um vínculo mais forte. Ou vale a pena romper os laços para não atormentar a si mesmo ou ao escolhido.

Fontes:

Psych Central.com
Psychology Today
Very Well Mind
Helpguide

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *