casal falando sobre problemas
Relacionamentos

Como manter uma boa conversa com todos

Aprender a se comunicar com as pessoas não é tão difícil se você definir esse objetivo. Existem certas regras sociais gerais de comunicação que ajudam a se tornar um conversador interessante. As habilidades de comunicação são usadas diariamente. Muito depende de como uma pessoa expressa seus pensamentos. Discurso correto, tom educado – sinais de boa educação, educação, inteligência. É sempre agradável conversar com esses interlocutores, construir todo tipo de relacionamento. Como aumentar as habilidades de comunicação, tornar-se um palestrante profissional e deixar de ter medo do público, dizem os especialistas.

Segredos de Comunicação

Antigamente, eles estudavam a arte da comunicação por anos. A ciência que ensinou isso é chamada de “retórica”. Com a ajuda do discurso entregue corretamente, você pode convencer alguém de qualquer coisa, atingir seu objetivo e até manipular a vontade do interlocutor. Além disso, segredos de comunicação estão disponíveis para todos. Se desejado, eles podem ser dominados.

Sincero interesse

Simpatia e sorriso

Ninguém gosta de pessoas rudes. Todo mundo está tentando evitá-los. Pessoas sorridentes parecem mais gentis, mais sinceras, mais decentes e também mais atraentes para os outros. Inconscientemente, as melhores qualidades são atribuídas a esses interlocutores, uma boa primeira impressão é criada sobre eles. Um sorriso mostra uma atitude amigável, uma vontade de ajudar.

Conversar com pessoas amigáveis ​​é sempre um prazer. Após a conversa, permanece um bom humor. No entanto, é importante não exagerar. Hipocrisia não combina com ninguém. Se o parceiro é desagradável, não há necessidade de espremer um sorriso. Uma pessoa adequada certamente notará tais esforços.

Habilidades de escuta

É triste perceber isso, mas nem todos podem ouvir o interlocutor. Muitos fingem que se lembram de cada palavra, mas pensam sobre algo próprio. Essa tendência é especialmente evidente em uma disputa quando um parceiro ouve o que quer, não se aprofunda na essência. Dizem-lhe uma coisa, mas ele se apega a frases individuais, como resultado de um escândalo. A demonstração de atenção é uma ferramenta poderosa para influenciar a psique humana. Ao fazer perguntas esclarecedoras, você pode direcionar a conversa na direção certa. A repetição apropriada de frases ditas pelo oponente é bem-vinda.

Discurso bonito

Quando um parceiro não possui regras básicas de comunicação, desejo encerrar a conversa rapidamente. Se falamos de um discurso bonito, vale a pena se livrar de palavras e tapetes parasitas. Não é necessário inserir aforismos ou citações de figuras famosas em cada frase, você só precisa lembrar as palavras de cortesia e as regras da comunicação cultural.

Tópicos interessantes

Quando os interlocutores estão em “ondas diferentes”, a conversa não se mantém. Você precisa encontrar um tópico que seja interessante para o parceiro e, durante uma conversa agradável, o tempo passa despercebido. Mesmo que o tópico inicialmente pareça desinteressante, não interrompa a conversa. Sábios chineses disseram: “Você pode aprender com a primeira pessoa que conhecer”. Durante a conversa, eles recebem algo valioso para si mesmos.

A importância do interlocutor

Primeiro de tudo, você precisa se lembrar de que toda pessoa ama seu nome. Certifique-se de dizê-lo pelo menos uma vez durante uma conversa. Desta forma, a individualidade do parceiro, sua importância é enfatizada. A tarefa mais difícil na psicologia da comunicação é enfatizar a importância do interlocutor. É aconselhável fazer isso sinceramente, porque você sente a falsidade imediatamente, e nem todo mundo adora elogios. No oponente, você precisa procurar o que parece digno, elogiá-lo honestamente, fazer elogios.

Conversar e conversar são conceitos diferentes. A comunicação é um processo complexo que consiste em comunicação e vocabulário não verbal. Às vezes, o principal não é o que é dito, mas como é feito, com que entonação, acompanhado de que gestos. Comunicação – palavras faladas. Instrumentos não verbais – timbre de voz, entonação, gestos, postura. A reação do interlocutor é influenciada por sentimentos, pensamentos que estão no subconsciente.

Uma pessoa sente quando está com medo, tímida, desprezada, amada, apreciada. O objetivo – aprender a controlar as emoções “, coloque uma máscara”, se necessário. O método de comunicação pré-verbal está presente em crianças pequenas. Este é um exemplo vívido de como você pode expressar seus desejos, requisitos, atitudes em relação a algo ou alguém sem palavras.

Desenvolver habilidade

Você pode se tornar um conversador interessante e aprender a falar lindamente usando treinamentos on-line e programas psicológicos. Você pode melhorar as habilidades de comunicação, dominar os segredos da comunicação e superar a incerteza com a ajuda de especialistas. Além disso, para aumentar o vocabulário, você precisa ler livros. Os cursos de retórica de negócios os ajudam a se tornarem diplomatas de sucesso.

Específicos

Você precisa ser capaz de expressar com precisão seus pensamentos, transmitir idéias ao interlocutor. Quando eles falam muito, mas não dizem nada sensato, uma conversa é considerada inútil. Antes de uma reunião importante, é recomendável refletir sobre o discurso e ensaiá-lo mentalmente nos mínimos detalhes. O ensaio preliminar permite que uma pessoa expresse com precisão e confiança suas opiniões, requisitos de voz. Além disso, vale a pena apresentar várias opções alternativas, porque é impossível saber antecipadamente o que o parceiro dirá.

Dicção

O desenvolvimento da fala correta fornece uma pronúncia clara das palavras. O discurso confiante fala de uma pessoa auto-suficiente, indica sua alta auto-estima. Aja efetivamente no timbre da voz do oponente e no poder do som. O discurso alto irrita, deprime, alarma. O interlocutor fica desconfortável. A pronúncia muito quieta das palavras fala de insegurança, baixa auto-estima, medo. Ao mesmo tempo, as palavras são difíceis de perceber, é difícil compreender o significado principal.

No entanto, em uma situação em que um escândalo está se formando, uma voz calma e calma é um sedativo eficaz. O oponente começa a ouvir as palavras, abaixa o tom, para de gritar. Para causar uma boa impressão no interlocutor, para ser ouvido e alcançar seu objetivo, você precisa aderir ao meio termo.

Legibilidade

Quando uma pessoa lê várias publicações, seus horizontes se expandem, seu vocabulário aumenta. Na era da Internet, os livros são acessados ​​cada vez menos. Este é um grande erro. Os textos escritos nas redes sociais e nos sites estão longe do ideal. Assistir ao vídeo permite obter novas informações, mas não aumenta a cultura da comunicação.

Observante

A capacidade de perceber algo que os outros não prestam atenção permite que o interlocutor seja uma ordem de magnitude maior que o seu oponente. Detetives reproduzem o retrato de um homem, depois de observá-lo por vários minutos. A observação é frequentemente dada pela natureza, mas na maioria dos casos precisa ser desenvolvida. Expressões faciais, gestos, estilo de comportamento, modo de pensar de uma pessoa dizem mais sobre ela do que ela mesma. O supervisor sempre será de interesse do parceiro, pois ele saberá com antecedência o que dizer e quando.

A memória

Existem muitas técnicas projetadas especificamente para o treinamento da memória. Esse processo pode ocorrer de forma lúdica. Um exercício é frequentemente usado quando uma imagem é apresentada e você precisa se lembrar de todos os detalhes. Em seguida, é removido, após o qual a imagem deve ser reproduzida ou os objetos ausentes devem ser adicionados.

Estudos realizados na Universidade de Oxford mostraram: quanto maior o círculo social, mais ativos os neurônios. Para melhorar a atividade cerebral e o treinamento das habilidades de comunicação, é recomendável conversar com estranhos de diferentes grupos sociais.

Como superar a barreira psicológica

É sempre mais fácil se comunicar com um amigo, namorada, bons amigos. Não há necessidade de selecionar frases, calcular tópicos adequados. No entanto, na vida você tem que conversar com estranhos, falar com um público amplo. Muitos estão estressados ​​e até sem palavras.

Freqüentemente há medo ao se comunicar com membros do sexo oposto. Como resultado de uma tentativa frustrada de estabelecer um relacionamento, a depressão se desenvolve, o que agrava ainda mais a situação. Existem várias maneiras de superar a barreira psicológica:

  1. Converse mais com estranhos, inicie uma conversa você mesmo.
  2. Fale alto quando ninguém ouve. A conversa é conduzida com objetos inanimados, abordando vários tópicos. Inicialmente, você pode simplesmente dizer como foi o dia, o que aconteceu interessante.
  3. Desenvolva memória realizando exercícios diários. Durante o dia, as roupas das pessoas, placas nas lojas, rotas são lembradas. À noite, tente lembrar o máximo de detalhes possível.

Para superar o medo da multidão, você precisa falar com mais frequência na frente de uma audiência. Por exemplo, coloque os membros da família em um sofá, fique na frente deles. Muitas vezes, as pessoas têm medo de aumentar a atenção a sua própria pessoa, quando muitos olhos correm em sua direção. A qualidade da comunicação depende dos seguintes fatores:

  • esclarecimento de informações;
  • definição de interesses comuns;
  • manter uma distância de confiança;
  • emocionalidade;
  • humor e ironia;
  • capacidade de parar de falar e interromper a conversa em tempo hábil
  • ritmo correto de fala e entonação;
  • respeito pelo interlocutor;
  • realização de objetivos, capacidade de convencer;
  • cooperação verbal com pessoas de diferentes grupos sociais.

Na comunicação, é importante falar menos, ouvir mais. Você não precisa ser fechado, mas não deve mostrar obsessão excessiva. Além disso, você precisa monitorar a reação do interlocutor pela expressão facial, expressões faciais, gestos e postura. Para reduzir a distância, é recomendável tocar em tópicos que todos possam apoiar na conversa. Uma opção ganha-ganha é a infância. Qualquer pessoa tem algo para se lembrar, para contar.

Os psicólogos estabeleceram que uma pessoa se lembra do início e do fim de uma conversa. O meio geralmente desaparece da memória. Para causar uma boa impressão em seu oponente, você deve resumir, concentrando-se nos pontos mais importantes da conversa. Além disso, não se esqueça das regras de cortesia e das normas de comportamento social.

Exercícios de articulação

Você pode treinar a dicção com a ajuda de exercícios especiais. Geralmente eles são realizados no consultório do fonoaudiólogo quando é necessário corrigir defeitos de fala. Esses exercícios são simples e fáceis de fazer por conta própria em casa. Eles devem ser feitos diariamente até que o resultado desejado seja alcançado:

  1. O fechamento e abertura dos lábios.
  2. Retração e bochechas infladas.
  3. Tocando a língua. O exercício é chamado “Cavalo”.
  4. O movimento da mandíbula em diferentes direções.
  5. Ênfase na mandíbula inferior e pressão com o punho.
  6. Bocejar.
  7. Gargarejo de imitação.
  8. Pronúncia contínua de vogais.
  9. Vira a língua em direções diferentes, puxando-a para o nariz, até o queixo. Alongamento da língua por 30 segundos.
  10. Inspire pelo nariz, expire pela boca.
  11. Infle as bochechas, com os dedos, pressione bruscamente dos dois lados. O ar é liberado, os sons “b” e “p” são pronunciados simultaneamente.
  12. Pegue um verso. Leia em voz alta. Antes de cada nova frase, respire fundo.
  13. Diga as palavras em um sussurro e alto.
  14. Trava-línguas.

Obviamente, é importante escolher os exercícios certos, mas o principal fator no treinamento permanece sistemático. Você pode fazer ginástica para os lábios, boca e língua a qualquer hora do dia.

Segundo as estatísticas, as meninas são mais falantes. Os homens mostram contenção, preferem falar sobre o assunto, e não apenas falar. Mas aqui tudo depende do temperamento. Pessoas fechadas, inseguras ou astutas falam pouco.

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *