Casal sorrindo junto
Relacionamentos

O que é mais importante em um relacionamento

A principal coisa em qualquer relacionamento é a vontade de trabalhar neles. Depois que a primeira paixão desaparecer, o casal enfrentará muitas crises e provações. Para superar as dificuldades naturais, você precisa de honestidade, capacidade de ouvir, paciência e confiança. A união deve ser priorizada pelo egoísmo. Ao se separar, lembre-se de que todos os problemas não resolvidos terão que ser enfrentados em um novo relacionamento.

O que é importante em um relacionamento?

Harmonia de relacionamentos significa o conforto de ambos os parceiros. Um homem com um ente querido deve ser melhor que um. É essa conexão que trará felicidade.

Para mulheres

Todas as pessoas são individuais, então a harmonia é construída em princípios diferentes. E, no entanto, a maioria das meninas sonha que a escolhida foi:

  • confiáveis ​​(as mulheres gostam de olhar para o futuro, pois valorizam a estabilidade das relações, o desejo do parceiro de lutar por amor, o escolhido deve ser responsável, constante, obrigatório, confiante em seus desejos e opiniões);
  • cuidar, amar (as meninas precisam de uma conexão emocional sincera, elas apreciam o desejo comovente de proteger sua amada, ouvi-la e respeitá-la; mesmo pequenas manifestações do cuidado de uma mulher são lembradas por anos, para que o homem deva se interessar por sua vida amada, ajudar em tempo hábil);
  • um mestre em seu campo (as meninas estão interessadas no status, destreza, experiência de um ente querido, sua paixão e não na indústria em que trabalha);
  • galante (as senhoras amam os ouvidos, apreciam elogios, aceitando sua personalidade e corpo como um homem amado).

Para homens

Homens que não acreditam em estereótipos têm os mesmos valores que as mulheres. Se uma garota construiu uma aliança com um tradicionalista, vale a pena ler a lista de expectativas de um sujeito assim:

  • para um homem, a principal coisa nas relações com uma mulher é sentir-se como uma cabeça, um mestre da situação, sua opinião não é contestada e é considerada decisiva;
  • a menina deve estar compreendendo, aceitar as aspirações do escolhido, não impor seus objetivos;
  • um homem conta com respeito pelas necessidades e hábitos de sua família, não vai reconstruir para sua amada;
  • ele precisa de uma esposa que saiba apoiar, ouça atentamente, sem censuras;
  • é importante para ele que seu amado o veja como um herói, permita-se proteger, torne possível mostrar nobreza, romance, sabedoria, admiração;
  • esse parceiro tem medo de comparações e deseja que seu amado aprecie suas qualidades especiais;
  • quer que a metade não se torne muito exigente (isso acontece em muitos relacionamentos de longo prazo), uma mulher deve ver o quanto um parceiro faz por ela, apreciar;
  • um parceiro deve ser capaz de se adaptar à sua amada;
  • ela deve contar com a liberdade e o espaço pessoal do escolhido;
  • ela não deve ter medo de experiências na cama, mas é melhor iniciá-las, porque inovações picantes no sexo esquentam a paixão;
  • o parceiro ideal é calmo, paciente, não brinca, sempre apóia;
  • a lealdade de um companheiro é importante para ele;
  • homens tradicionais admiram amigos bem-arrumados, bonitos, elegantes e cultos;
  • entre um homem e sua amada mulher deve sempre permanecer flerte, intriga e mistério.

Aspectos-chave dos relacionamentos fortes

Cada união é individual. Mas podemos distinguir recomendações generalizadas para diferentes estágios.

No período de desenvolvimento das relações

No início do amor, uma paixão ardente conecta as pessoas. Após 5 anos, emoção e pavor são deixados para trás. Em primeiro plano é a compatibilidade. Quando as emoções diminuíram, é importante discutir com os escolhidos planos de longa data, sonhos. Você precisa garantir que, depois da euforia, as pessoas ainda sigam o mesmo caminho, seus princípios e desejos sejam semelhantes. Este tempo pode ser chamado de palco de conversas sinceras.

Quando uma aliança começa, os parceiros perdem seus mecanismos de defesa para se aproximar. Mas viver juntos ensina a contenção, então a barreira está de volta. O amor cai com base no geral (interesses, aspirações). Abertura, proximidade máxima, semelhança de hobbies criam a ilusão de metades perfeitamente ajustadas.

Com o tempo, os parceiros percebem que há menos em comum do que parecia. Isso pode ser chocante. O casal tem que trabalhar na intimidade. Comunicação, atenção, capacidade de ouvir uma alma gêmea e respeitar suas características – a principal coisa em um relacionamento entre um garoto e uma garota. Você deve permanecer sincero, colocar-se no lugar de um satélite.

Para fortalecer o vínculo, não se pode fechar-se no amor. É necessário permitir que o escolhido se comunique, se divirta fora do relacionamento. Um equilíbrio deve ser observado: o lazer conjunto e a paz individual devem se complementar. Vale ressaltar o respeito pela independência de um ente querido e seus hobbies pessoais. Você pode se interessar pelo sucesso, fazer pequenas apresentações temáticas. Às vezes, um companheiro deve descansar separadamente, sem um sentimento doloroso de culpa e medo de ofender uma alma gêmea.

Após o nascimento de um bebê

O nascimento de um filho leva a união a um novo nível, porque esse é um relacionamento de três, não de casais. Ele liga e retira ao mesmo tempo. A mulher dedica mais tempo ao bebê. Os direitos e funções dos membros da família estão mudando. Os satélites se valorizam no papel dos pais. Altas expectativas podem levar à decepção. É importante pensar, discutir novas regras, redistribuir responsabilidades.

Este é um período de estresse, responsabilidade deprimente e confusão. O nascimento do primogênito é um teste de união por força. Os casais capazes de manter o amor passam a um nível mais alto de coesão.

O principal neste período é perceber a naturalidade das mudanças. Eles são parte integrante da psicologia dos relacionamentos. É importante tentar se adaptar às novas condições, e não sonhar com o passado. Para que a célula da sociedade funcione normalmente, são necessárias flexibilidade, distribuição de papéis, honestidade e coerência. Você não deve apenas entender suas responsabilidades, mas também executá-las com eficiência.

Para não se decepcionar com o comportamento do parceiro como pai, você precisa esquecer as imagens idealizadas da infância. Não existem métodos padrão de educação e pais perfeitos. É necessário adotar uma abordagem individual e sóbria para resolver as dificuldades da família.

Outro fator que divide os parceiros são os problemas sexuais. Os homens devem estar cientes da influência dos hormônios femininos na diminuição da libido de um cônjuge e não se sentir ofendidos por sua frieza. Ter e dar à luz um bebê é uma tarefa difícil para a mãe. O marido deve apoiar sua amada, e não reprovar, ajudar nos assuntos domésticos. Então a mãe terá tempo e energia para se recuperar.

Depois de anos morando juntos

Os psicólogos chamam esse período de tempo dos sonhos. Quando as crianças se tornam mais independentes e suas carreiras atingem um pico, é hora de dedicar mais tempo à metade. Vale lembrar o início do relacionamento, a dignidade de um satélite que antes atraía tanto. É necessário reviver sonhos, esperanças.

Em perfeita união, todos são testemunhas da vida do escolhido. É uma responsabilidade e um privilégio ajudar um ente querido a ver toda a sua história. Nesse estágio, a coisa mais importante em um relacionamento é dar à sua alma gêmea a oportunidade de ser você mesma e não esquecer o seu sonho.

Muitos ainda têm objetivos que foram ignorados anteriormente. Ajudando um satélite a reviver velhos sonhos, você pode dar um novo fôlego à união. Desejos irrealizáveis ​​podem ser reformulados em um objetivo mais realista. É necessário oferecer, inspirar e acreditar incondicionalmente em um ente querido.

Durante crises e situações difíceis

Em períodos difíceis, é necessário agir de forma consistente. Os psicólogos identificam esses passos no caminho para resolver a crise:

  1. Reconheça o problema. Muitos parceiros se separam, não querendo ver e aceitar o problema. Esteja preparado para os pontos de inflexão naturais que aguardam todas as famílias. Isso inclui crises de 1, 3, 7 e 15 anos. Existem também crises financeiras, de personalidade e relacionadas à idade. Para superar adequadamente os problemas juntos, você precisa aceitar sua regularidade e agir em conjunto.
  2. Defina uma meta. É importante, apesar da irritação, ressentimento, decepção, escolher uma aliança com um amante como objetivo principal. É necessário vencer o orgulho, o desejo de se afirmar e ganhar paciência. Afinal, a solução de problemas geralmente leva meses ou anos. Note-se que as crises se repetem em todos os sindicatos.
  3. Trabalhe nos bugs. Você precisa entender quando a conexão começou a quebrar. Nesses momentos, você não precisa culpar, mas procurar uma saída.
  4. Leve em conta as diferenças. É importante sentir o parceiro, suas características psicológicas, contar com eles e respeito.
  5. Para conversar. Muitas lacunas poderiam ter sido evitadas se as metades tivessem mais comunicação. É muito difícil expressar honestamente pensamentos e ao mesmo tempo aceitar a sinceridade de um parceiro. Especialistas aconselham alocar pelo menos um terço de uma hora por dia para conversas. Os parceiros devem conduzir um diálogo em um tom uniforme, estar atentos, ouvir os argumentos do escolhido. Essa terapia dá uma chance até aos relacionamentos mais difíceis.

Fatores destrutivos

Alguns fatores costumam levar ao fim. Eles podem ser evitados se cada parceiro trabalhar consigo mesmo e com a intimidade.

Os fatores que estragam o relacionamento incluem:

  1. Crítica. É impossível tolerar um descontentamento constante e censuras da metade por um longo tempo. A crítica é baseada na perda de respeito. Esse problema pode destruir a proximidade mais trêmula. Com a perda de interesse e sentimentos, uma união funcional pode ser mantida e a falta de respeito inevitavelmente terminará em fracasso. Os parceiros se transformam em inimigos reais que acham difícil dominar a si mesmos para fazer as pazes e começar a se respeitar novamente. Mudar a situação resultará apenas por esforços conjuntos. Se apenas um lado está se reunindo ativamente, procurando qualidades atraentes no escolhido, o relacionamento está condenado.
  2. Distância. As pessoas não perguntam sobre o dia anterior, saúde, sentimentos um do outro. Às vezes, essa frieza vem de um parceiro. Em resposta ao questionamento, ele é silencioso ou melancólico ou agressivo. É difícil discutir problemas com uma pessoa indiferente, a distância emocional aqui só está aumentando. Isto é devido a uma perda de sentimentos e interesse. Nesta fase, uma pessoa tenta perceber as diferenças, enquanto anteriormente ele via apenas semelhanças. Os psicólogos falam sobre a recorrência da crise que todo bebê está passando, deixando a zona de influência de seu pai e mãe. Essa fratura é natural. Você pode sobreviver se tiver respeito. Vale a pena procurar um terreno comum, para nos conhecermos.
  3. Negativismo. É difícil coexistir com um pessimista inveterado ou com uma pessoa instável demais. Choques emocionais constantes e exagero de problemas deprimem. Às vezes é impossível convencer esses indivíduos. Se um dos parceiros se deleitar com o pessimismo, o segundo sofrerá uma devastação emocional. Quando a negatividade se manifesta em duas pessoas da mesma maneira, pode até aproximá-las. Muitas vezes, uma pessoa demonstra insatisfação com a vida apenas ao lado do satélite para ofendê-la. Este é um indicador de perda de interesse e respeito pelo escolhido. Vale a pena discutir abertamente o problema.

Os relacionamentos são um teste difícil. Nas uniões de longo prazo, os aspectos positivos da personalidade, suas deficiências são reveladas, de modo que as barreiras são inevitáveis. Vale a pena se preparar para a luta, mas não um com o outro, mas pela felicidade.

Fontes:

Psych Central.com
Psychology Today
Very Well Mind
Helpguide

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *